O menino de 18 meses que esteve quase três dias desaparecido vai passar o fim de semana no hospital e só deverá ter alta na segunda-feira, segundo apurou a TVI.

Cronologia de um desaparecimento

O estado da criança «mantém-se estável, favorável, dormiu bem a noite», no entanto, depois de novas análises, nomeadamente aos indicadores de fadiga muscular, foi decidido prolongar o internamento, informou o presidente do Serviço de Regional de Saúde, Miguel Ferreira, aos jornalistas.

Segundo o médico, esta decisão clínica «não significa que se tenha agravado [o estado de saúde da criança]».

O responsável pelo Serviço Regional de Saúde adiantou que depois da «avaliação que estiveram a fazer» esta sexta-feira, os profissionais que estão a tratar da criança decidiram «repetir as mesmas análises no domingo».

«Sendo assim, no domingo não vão dar alta clínica e a previsão é que isso aconteça, eventualmente, na segunda-feira», concluiu Miguel Ferreira.

O responsável argumentou que o hospital neste caso está «a seguir a rotina».

«Enquanto não tivermos valores analíticos de segurança vamos mantê-lo. É uma questão de rotina, não estamos a ter um procedimento diferente», acrescentou.