O Ministério Público e a Inspeção Geral das Atividades em Saúde estão a investigar as mortes de cinco bebés na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, revela o «Correio da Manhã». Os óbitos ocorreram em apenas um mês.

Entre 14 de julho e 12 de Agosto, cinco bebés morreram na MAC. Quatro deles eram gémeos e, num dos casos, a mãe também perdeu a vida. Noutro, a grávida teve que ser transferida para o hospital de Santa Maria, em risco de vida.

Uma das mulheres que perdeu o bebé garante que a maternidade não tem condições para receber as grávidas. A falta de ar condicionado, por exemplo, leva muitas doentes a levarem equipamentos próprios, o que potencia as infeções e a transmissão de vírus.

Estas mortes ocorrem num momento em que o ministério da Saúde quer encerrar a MAC e transferir os serviços para o hospital Dona Estefânia.