A Fenprof promete endurecer a contestação, já na próxima semana e vai entregar no Parlamento uma petição contra a prova de ingresso dos professores contratados. Será uma semana de protestos que termina com a participação na greve geral do dia 8 de novembro.

Em Coimbra, Mário nogueira afirmou que, neste momento, o que mais preocupa a Fenprof é a reforma do estado para o sector da educação.