Um homem morreu carbonizado na sequência de um incêndio na sua habitação em Évora, esta terça-feira, e que provocou também ferimentos ligeiros na mãe, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

O alerta para o incêndio foi dado às 08:56, tendo as chamas atingido apenas um quarto de uma habitação na Praceta de S. Matias, onde o homem, de 55 anos, estava acamado devido a problemas de saúde, referiu a fonte.

A mãe, de 85 anos, sofreu ferimentos ligeiros e foi transportada pelos bombeiros para as urgências do hospital de Évora.

Fontes policiais e da Proteção Civil, contactadas pela Lusa, avançaram a possibilidade de na origem do incêndio estar um cigarro mal apagado.

O homem morreu carbonizado na cama, onde habitualmente fumava, referiram as mesmas fontes.

A casa onde deflagrou o incêndio é um primeiro andar na Praceta de S. Matias, no Bairro da Câmara.

As operações de socorro mobilizaram os bombeiros de Évora, uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER) e a PSP.