Em Estarreja, a notícia da morte dos dois homens, tio e sobrinho, foi recebida com óbvia tristeza. Os dois empresários tinham negócios no ramo da metalomecânica em Moçambique.

Bandeiras a meia-haste na empresa de António Soares, de 65 anos. O empresário de Estarreja e um seu sobrinho, António Nunes, de 45 anos, viajavam no avião moçambicano que caiu na Namíbia.

Na freguesia de Beduído, a notícia deixou a família destroçada e vizinhos ainda incrédulos.

A terra prepara uma derradeira homenagem a dois dos seus filhos. Durante a semana conta-se que será possível realizar os funerais.