Pais e encarregados de educação da escola EB1 de São Marcos da Serra, no concelho de Silves, fecharam esta quarta-feira o estabelecimento de ensino a cadeado, em protesto contra a falta de professores, informou fonte da Junta de Freguesia local.

Sara Lima, habitante da vila que se juntou ao protesto, confirmou à agência Lusa o encerramento da escola e explicou que a falta de professores está a afetar cerca de 30 crianças, metade do pré-escolar e outra metade do 3.º e 4.º anos, sendo que apenas os alunos do 1.º e 2.º anos têm professor.

«Sabemos que a professora da pré-primária está no desemprego, que concorreu para esta escola em primeiro lugar e que ainda não foi colocada», afirmou, criticando o facto de a situação se manter três semanas após o início do ano letivo.

Tal como Sara Lima, outros habitantes da vila juntaram-se ao protesto, pois «todos estão revoltados» e, por se tratar de uma localidade pequena, muitas pessoas têm familiares afetados pela situação.

«Alguns pais têm de faltar ao trabalho, outros deixam os filhos com os amigos, outros com os avós», afirmou, acrescentando que já tentaram falar com os responsáveis pelo agrupamento de escolas.