Os enfermeiros podem vir a prescrever exames e receitas. O Ministério da Saúde está a estudar um alargamento das competências destes profissionais.



Trata-se de uma reivindicação antiga destes profissionais de saúde, mas que é contestada pela Ordem dos Médicos, que não acredita que a medida seja segura para o paciente.

Em declarações ao Diário de Notícias, neste domingo, o secretário de Estado da Saúde, Fernando Leal da Costa, adianta que a saúde materna e obstétrica é uma das áreas em que o alargamento de funcões pode avançar primeiro.



Para além de acompanharem as gravidezes de baixo risco, os enfermeiros poderiam também renovar as receitas de doentes crónicos e ajustar a medicação.

O governante diz que se deve copiar o que outros países têm feito, criando condições para que os médicos possam dedicar-se a tarefas onde são verdadeiramente insubstituíveis.

No entanto, para a Ordem dos Médicos, estas funções são consideradas «verdadeiramente insubstituíveis».