108 anos é a bonita idade da senhora Bemvinda, uma mulher natural do concelho de Arganil que, agora, vive no lar da misericórdia de Alfeizerão, em Alcobaça. Queixa-se da vista e a audição que, diz, estão mais fracas. No entanto, confessa-se feliz por ser mais velha que os trapos.