Atualizada às 11:59

O cúmplice português do duo suspeito que sequestrou há uma semana um médico de Arcos de Valdevez foi preso esta quarta-feira de manhã em Vigo, na Galiza, disse à Lusa fonte policial espanhola.

O português, de 32 anos e natural de Paredes de Coura, era procurado desde sexta-feira, juntamente com o mais perigoso dos dois sequestradores, um galego de 45 anos, nos dois países. Terá sido detido em Vigo, na Galiza, quando conduzia a sua viatura, de matrícula portuguesa, que tinha ido buscar a um aparcamento, disseram fontes policiais.

As mesmas fontes explicaram à Lusa que a viatura do português, de 32 anos e natural de Paredes de Coura, esteve num parque de estacionamento público em Tui, junto à fronteira de Valença, nos últimos dias. Essa informação não foi revelada publicamente, o que terá permitido agora a detenção, já que a viatura - normalmente utilizada pelo português - estava sob vigilância permanente da Guardia Civil, indicaram as mesmas fontes.

A detenção do português, que terá sido visto no domingo em Paredes de Coura, juntamente com o cúmplice espanhol, aconteceu pouco cerca das 07:45 desta quarta-feira (hora de Portugal), em Vigo, depois de, horas antes, ter levantado a mesma viatura, que também chegou a ser procurada em Portugal pela GNR.

O outro suspeito do sequestro ao médico português, de 62 anos, continua a monte.

O detido português foi entretanto transferido para o Comando da Guardia Civil de Pontevedra, para ser interrogado.