Notícia atualizada às 12:12

A chuva forte que caiu nesta madrugada causou inundações em cerca de 50 habitações em várias localidades de Barcelos. Não houve feridos, mas uma mulher grávida, com cerca de 40 anos, teve de ser assistida no Hospital de Braga por ter entrado em pânico, disse, via telefone, à TVI24.pt o segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Barcelos, António Moreira.

Nas aldeias de Palmo, São Martinho, São Veríssimo, entre outras, esta terça-feira é dia de limpezas das inundações da noite. Os bombeiros receberam esta madrugada cerca de 50 pedidos de ajuda da população devido a inundações e à enxurrada causada por queda de muros de sustentação.

De acordo com o segundo comandante António Moreira, os bombeiros ficarão a bombear água de caves e casas durante todo o dia.

Em São Veríssimo, a Proteção Civil foi chamada a avaliar o estado de uma ponte que não apresentará todas as condições de segurança depois das fortes chuvas.

Entre a meia-noite e as três da madrugada, a chuva caiu, em Esposende, de forma intensa e sem parar, ficando dezenas de carros ficaram submersos. As duas estradas nacionais que dão acesso à cidade de Esponsende ficaram intransitáveis. A água chegou mesmo a entrar nas urgências do Hospital Valentim Ribeiro e também numa das maiores fábricas do concelho. Os prejuízos são avultados por ter sido afetada uma zona importante de laboração.

Os bombeiros tiveram ainda de retirar pessoas que ficaram presas dentro dos veículos.. E que quando foram resgatadas já estavam em situação de hipotermia. Só às quatro da madrugada a chuva parou e o nível das águas começou a descer.

Também no Porto, há registo de várias ocorrências devido à forte precipitação noturna, que provocou muitas inundações na via pública, em habitações e estabelecimentos comerciais por todo o distrito, registando-se uma situação grave na Trofa, com o aluimento de várias ruas.

Fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto disse hoje à agência Lusa que na Trofa aluíram partes de três vias municipais, tendo numa delas danificado vários automóveis que se encontravam estacionados.

A forte chuvada que fustigou de madrugada a zona de Évora provocou oito inundações em residências e vias públicas, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros. A fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou que as inundações ocorreram entre as 00:00 e as 09:00, sete no concelho de Évora e uma em Viana do Alentejo.

Todas as situações foram «solucionadas com facilidade» pelos serviços municipais de Proteção Civil, referiu a fonte.

Nos outros distritos do Alentejo, Beja e Portalegre, não há registo de consequências do mau tempo.

Envie fotos do mau tempo para euvi@tvi.pt