À semelhança de Ferreira Diniz, também Jorge Ritto deverá sair da cadeira e cumprir o resto da pena em casa. O antigo embaixador foi condenado a 6 anos e oito meses de cadeia no processo Casa Pia.

Jorge Ritto sofre de doença terminal e foi, por isso, referenciado pelos serviços clínicos do Estabelecimento Prisional da Carregueira como apto a cumprir a resto da pena em casa.

Ontem, Ferreira Dinis foi o primeiro a abandonar o estabelecimento prisional por ordem do Tribunal de Execução de Penas de Lisboa.

Tanto Ritto como Ferreira Diniz necessitam de cuidados de saúde que não existem na Carregueira.