É uma notícia TVI. A Polícia Judiciária (PJ) esteve esta quarta-feira na praia da Luz, em Lagos, a ultimar os detalhes para as buscas e escavações do caso Madeleine McCann. As diligências estão autorizadas para apenas um terreno. Sete anos depois do desaparecimento, a polícia britânica acredita que pode vir a encontrar o corpo da criança.

São os passos que faltava dar para acertar os últimos detalhes. A equipa da Diretoria do Sul da PJ, com a tarefa de cumprir as diligências pedidas pelos detetives britânicos, voltou ao terreno. O único para onde estão, até agora, autorizadas buscas e escavações na praia da Luz.

Tudo está pronto para que a carta rogatória seja cumprida. Será num terreno baldio, junto à rua 25 de Abril. Uma área extensa, com trabalho para vários dias. O início está previsto para a próxima semana.

Ali são esperados elementos da polícia metropolitana de Londres e peritos forenses, que trazem cães pisteiros e um georradar, para analisar o terreno. Numa operação planeada e coordenada pela PJ, depois de ter recebido luz verde do Ministério Público.

Os mais recentes passos da investigação britânica indiciam que a possibilidade encarada como a mais forte é de que Madeleine McCann está morta. Sete anos depois do desaparecimento, suspeita-se que o corpo pode estar numa zona que, na altura, foi alvo de buscas feitas pela GNR com o auxílio de cães pisteiros.