A Polícia Judiciária (PJ) divulgou, esta terça-feira, o relatório anual sobre a criminalidade. A reter, o dado de que, em 2013, o abuso sexual de crianças aumentou 14 por cento. No total, a PJ abriu 26 mil inquéritos, deteve perto de 1700 suspeitos dos quais 683 ficaram em prisão preventiva.

O número que mais sobressai do relatório anual de criminalidade da PJ é o aumento de 14 por cento do abuso sexual de crianças. Há uma incidência nas vítimas femininas e uma preponderância de arguidos masculinos. Este aumento pode não ser alheio ao ambiente de crise económica e social em que o país vive.

Joana Saraiva, pedopsiquiatra do centro hospitalar do Porto, diz à TVI que a maior parte das crianças sofreu os abusos no quadro das relações familiares ou de amizade.

Do relatório anual de criminalidade da PJ verifica-se também que os inquéritos por homicídio voluntário consumado mantêm a tendência de subida: dos 150 casos, 40 dizem respeito a homicídios conjugais.