Cristiano Ronaldo abriu as portas de casa à jornalista da TVI Judite Sousa para uma entrevista frontal e intimista. Na primeira parte da conversa, transmitida na quinta-feira pela TVI, o futebolista português falou das metas para 2014, da Bola de Ouro, de Messi, da lesão e da Seleção Nacional. Agora, na segunda parte da entrevista, o capitão da Seleção Nacional aborda com Judite Sousa temas a que, normalmente, nem aceita responder. A mãe, o filho, a relação com José Mourinho e até a relação com o BES. É uma conversa em que Cristiano Ronaldo fala mais de si e em que aceita falar de questões muito privadas.

O recém-eleito melhor jogador da Europa, que também é o melhor jogador do Mundo, e que integra o plantel do Real Madrid há cinco anos, sublinha que não está no futebol «para ter amigos». O jogador afirma que já treinou com muitos técnicos, mas revela que a pessoa que lhe marcou a carreira até ao momento é Sir Alex Ferguson. Cristiano Ronaldo mantém contacto regular com o ex-treinador do Manchester United, um amigo pessoal com quem partilha estados de alma.

«É uma pessoa com quem tenho uma grande relação até hoje. Falamos muitas vezes e escrevemos mensagens. É um amigo pessoal. É uma pessoa por quem tenho um grandíssimo respeito e por quem tenho apreço», refere.

Questionado sobre a relação com um outro treinador, José Mourinho, que o orientou durante três anos no Real Madrid, Cristiano Ronaldo admite ter havido uma «fase complicada» com o atual técnico do Chelsea, «não só em termos pessoais, mas a nível de clube também».

« Não foi só com ele [Mourinho], com outros treinadores também... o treinador vai para outro clube, tem os seus jogadores. A nível de relação, de falar, até hoje, o único que tenho é o mister Ferguson. Não tenho relação com mais ninguém», insiste.

Cristiano Ronaldo reconhece que não ficou amigo de José Mourinho: «Eu não estou no futebol para ter amigos. Estou no futebol para triunfar, para dar o meu melhor, para ajudar o clube a chegar o mais longe possível. Amigos, eu tenho é a minha família, os meus amigos de casa. Isso é que são os meus amigos».