Um estudante de 22 anos foi encontrado sem vida numa casa que partilhava com colegas em Viana do Castelo, na sexta-feira.

A Federação Académica do Instituto Politécnico de Viana do Castelo explicou à agência Lusa que as causas da morte do jovem, estudante no curso de Engenharia da Computação Gráfica da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG), só serão apuradas depois de realizada a autópsia.

Acrescentou que a morte não terá resultado de ação criminosa, mas o caso está sob investigação policial.

O jovem, dirigente da associação de estudantes da ESTG, era natural de Barcelos e residia no centro da cidade de Viana do Castelo, onde sexta-feira foi encontrado sem sinais de vida pelos colegas de casa.

A federação estudantil decretou, este sábado, o luto académico «por tempo indeterminado».