A cidade do Porto foi considerada o melhor destino europeu de 2017 pelo site "European Best Destinations". Os resultados da votação online, que decorreu durante as últimas três semanas, foram conhecidos esta sexta-feira. O site destaca que "nunca a votação foi tão unânime".

Esta é a terceira vez que a cidade invicta recebe esta distinção, depois de também ter sido eleita como o melhor destino europeu em 2012 e em 2014.

O Porto saiu vencedor de uma lista que reunia 20 cidades europeias. O "European Best Destinations" sublinha que a cidade foi escolhida por viajantes de todo o mundo, dos Estados Unidos à Coreia do Sul.

"Com os votos dos viajantes mundiais de 174 países, o Porto ganha este título europeu pela terceira vez (2012, 2014, 2017). Viajantes dos Estados Unidos, Reino Unido, França, Dinamarca, África do Sul, Coreia do Sul, Suécia, Irlanda e Canadá votaram o Porto no primeiro lugar nesta competição."

O site destaca a história, a arquitetura, a cultura, a gastronomia e o comércio da cidade. 

"O Porto tem o charme das cidades que coabitam com o seu rio. Pode passear ao longo do Rio Douro, sobrevoar a cidade através de um helicóptero ou descobrir a arquitetura, as paisagens fantásticas e as pontes magníficas através de um cruzeiro. O Porto também é uma cidade de mar e uma curta viagem de elétrico leva-o até às praias na Foz do Douro, cara a cara com o Atlântico", destaca o "European Best Destinations".

No segundo lugar da votação ficou Milão, Itália, em terceiro Gdansk, na Polónia, em quarto Atenas, na Grécia, e em quinto San Sebastian, em Espanha.

Entre as 20 cidades finalistas encontravam-se, além das citadas, Viena (Áustria), Berlim (Alemanha), Londres (Inglaterra), Bruxelas (Bélgica), Praga (República Checa), Basileia (Suíça), Stari Grad (Croácia), Wild Taiga (Finlândia), Sozopol (Bulgária), Roterdão e Amesterdão (Holanda), Roma (Itália), Paris e Bonifacio (França), Madrid (Espanha).

 

Rui Moreira diz que a cidade está "num dos seus melhores momentos"

O presidente da câmara do Porto, Rui Moreira, considerou que a cidade está "num dos seus melhores momentos" e estabeleceu como meta alcançar o "tetra".

"Em primeiro lugar [o Porto] é uma cidade que, tendo tradição, é absolutamente contemporânea. É uma cidade que tem uma visão otimista, que tem uma marca, (…)é uma cidade que tem a capacidade de se recriar. Acho que estamos num dos melhores momentos da cidade do Porto. O próximo desafio é o tetra", disse Rui Moreira.

O autarca destacou o facto de os dados divulgados pela organização da iniciativa - 56% dos votos são internacionais e 44% foram registados a nível nacional - apontarem que o Porto seria vencedor mesmo só com os votos registados fora do território nacional.

"Este reconhecimento não é um reconhecimento de nós próprios. Não olhamos nós no espelho e dizemos ‘espelho meu, espelho meu quem é mais belo do que eu?'. São os outros que olham para nós e dizem que o Porto, que é uma cidade com apenas 200 e tal mil habitantes, tem hoje um reconhecimento superior a Milão que é hoje a capital da moda", analisou Rui Moreira.

Rui Moreira falou também no "trabalho muito grande" e na "mobilização dos muitos atores da cidade", lembrando a campanha "Vote Porto" que desafiava as pessoas a "darem a cara pelo Porto" e na qual participaram instituições como a Torre dos Clérigos, o FC Porto, a Fundação de Serralves, a Casa da Música, o Teatro Nacional São João ou a Metro do Porto.

Personalidades da cidade, que assumiram o papel de embaixadores, como Pedro Abrunhosa, Miguel Araújo, Katty Xiomara, Rúben Neves, Sara Moreira e Júlio Magalhães também participaram na campanha.

"Conseguimos fazer uma campanha diferente. Não foi centrada no município. Quando é assim é porque a cidade está junta, está unida. Isto deve-nos encher de orgulho, deve-nos confortar", resumiu Rui Moreira.

Também a Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT) reagiu esta tarde "com satisfação" a esta distinção, congratulando, em comunicado, "todos os portuenses, os principais responsáveis pela conquista", mas também os agentes turísticos locais.

"Continuam a acreditar no potencial de crescimento deste destino e a trabalhar, de forma contínua, para que este reconhecimento internacional e a atratividade da cidade e da região sejam cada vez maiores", refere o presidente da APHORT, Rodrigo Pinto Barros.