A região Tejo passou a ter mais cinco praias na lista das zonas com bandeira azul, mas saíram S. Martinho do Porto e Janeiro de Baixo, devido a uma diretiva europeia sobre qualidade da água que alterou os critérios.




                                          Clique na imagem para ver quais são as praias com bandeira azul

Em conferência de imprensa, o presidente da Associação Bandeira Azul, José Archer, explicou que a praia do concelho de Alcobaça foi retirada da lista devido à transposição da diretiva europeia da qualidade da água balnear, que passou a contabilizar as últimas 20 amostras.

O responsável explicou que as análises passaram de uma periodicidade quinzenal para uma mensal, o que significa cerca de cinco análises por ano balnear, pelo que um mau resultado tem maior peso nas novas contas e impede a atribuição do galardão de qualidade das zonas balneares.

José Archer recordou que a Associação tinha recomendado o aumento da realização do número de análises relativamente ao previsto legalmente.


Análises à água


Seis praias no continente e seis na Madeira ficaram sem as bandeiras azuis devido à alteração da lei, que deixou de ter em conta o ano transato para passar a verificar o resultado das últimas 20 análises, acrescentou.

O galardão foi atribuído este ano à praia de Pampilhosa da Serra, enquanto as praias da Aldeia do Mato, São João da Caparica, Crismina, Algodio, Calada e Física reentraram na lista.

O responsável sublinhou ainda a atribuição da bandeira azul à doca de recreio de Santo Amaro (Lisboa) e a continuação da qualificação no porto de recreio de Oeiras e na marina do Parque das Nações.

A região soma 54 bandeiras azuis, das quais 48 costeiras, em 14 concelhos.

A bandeira azul vai ser hasteada este ano em 299 praias, mais uma do que em 2014, e em 15 marinas, menos duas que no ano passado, anunciou hoje o presidente da Associação Bandeira Azul.