O papa Francisco proclamou este domingo como santo o sacerdote português Ambrósio Francisco Ferro, morto no Brasil a 3 de outubro de 1645 durante perseguições anticatólicas pelas tropas holandesas.

A fórmula de canonização foi proclamada em latim no início da missa celebrada na Praça de São Pedro, no Vaticano, perante milhares de pessoas, segundo informação da agência Ecclesia.

O novo santo faz parte do grupo dos chamados “protomártires do Brasil”, que foram mortos no atual território da Arquidiocese de Natal,  no Brasil, então sob jurisdição portuguesa.