O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou nesta quinta-feira ter realizado uma ação de fiscalização a estabelecimentos na zona industrial da Varziela, Vila do Conde, no âmbito da qual identificou 117 indivíduos estrangeiros, um dos quais com três anos.

Em comunicado, o SEF refere que a situação da criança, cujos pais não se encontram em Portugal, foi denunciada à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Vila do Conde, que sinalizou o caso.

Nesta ação, realizada na zona onde se concentra uma das maiores comunidades de chineses radicados em Portugal, foram fiscalizados 29 estabelecimentos comerciais, a maioria pertencentes a proprietários estrangeiros.

De acordo com o SEF, do total de indivíduos estrangeiros identificados, seis foram notificados para abandonar o país e três para comparecerem no SEF para “posterior monitorização”. Foram ainda instaurados quatro processos de contraordenação por utilização de mão-de-obra estrangeira ilegal.

A operação, que decorreu a partir das 10:30 de quarta-feira e contou com 30 inspetores do SEF, visou “a identificação de população estrangeira, prevenindo eventuais situações de ilegalidade de permanência em território nacional, exploração de mão-de-obra estrangeira ilegal e de auxílio à imigração ilegal”.