Um reformado de Valongo ficou em prisão preventiva por suspeitas de violar quase toda a família. A denúncia partiu do neto, que tem 15 anos, e foi apenas o início de uma investigação que poderá envolver quase toda a família.
 
O suspeito tem 68 anos, é reformado e vive em Valongo. O neto relatou à Comissão de Proteção de Menores que era abusado pelo avô há cerca de um ano.
 
O homem foi detido na sexta-feira pela Polícia Judiciária do Porto e ficou em prisão preventiva.
 
Já depois da primeira denúncia, também a filha do suspeito contou aos inspetores que foi violada pelo próprio pai desde os seis anos. Em poucas horas, outro filho do detido admitiu abusos durante dois anos. A nora, outra neta e três amigas já terão apresentado testemunho de abusos.
 
O homem é viúvo, não tem uma perna e está, por esse motivo, há vários anos sem trabalhar.
 
A Judiciária admite que os abusos tenham ocorrido durante mais de 20 anos e que alguns crimes possam já ter prescrito.