A Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) lançou um concurso público para a ampliação dos Serviços de Urgência Médico-Cirúrgica do hospital sediado em Santiago do Cacém, num investimento de um milhão de euros.

O concurso referente ao Hospital do Litoral Alentejano (HLA), aprovado pelo Conselho de Administração da ULSLA no final de setembro, foi hoje publicado em Diário da República.

Trata-se da ampliação dos Serviços de Urgência Médico-Cirúrgica do hospital, mas, na prática, “vai ser construída uma nova Urgência”, ao lado do HLA, “no sítio onde funciona um parque de estacionamento”, explicou hoje à agência Lusa Jorge Sanches, presidente do conselho de administração da ULSLA.

“Optámos por construir um novo bloco, um novo edifício, para a Urgência, o que implica que não vamos ter que fazer obras internas, dentro do próprio hospital”, referiu o responsável.

Esta solução, frisou, “não só é mais barata”, como evita que, durante as obras, se tenha de “colocar a atual Urgência a funcionar fora do hospital, em contentores”, o que envolveria “mais custos e impactos para os doentes”.

No HLA, segundo Jorge Sanches, a ligação da Urgência aos Cuidados Intensivos, ao Bloco Operatório, aos Cuidados Intermédios e à Imagiologia “é feita através de um elevador dentro do edifício”.

“Se as obras fossem dentro da atual Urgência, teríamos um problema muito sério de manter em funcionamento o próprio hospital”, referiu.

O projeto vai permitir que, durante a empreitada, a atual Urgência se mantenha “em funcionamento quase absolutamente normal”, afiançou, explicando que, quando as obras estiverem prontas é que “vai ser partida uma parede e feita a ligação ao hospital”.

A nova Urgência, que Jorge Sanches espera que possa estar construída “antes de agosto” do próximo ano, vai permitir ao HLA passar de quatro para 12 camas no Serviço de Observação.

“Vamos também ter outro tipo de salas para prestação de cuidados e um quarto de isolamento para dar resposta àquelas situações de doenças que o exijam”, acrescentou.

Segundo o concurso, o prazo de apresentação de propostas termina a 09 de novembro e o prazo de execução da empreitada é de 270 dias.

O Hospital do Litoral Alentejano faz parte da ULSLA, tal como a Unidade de Saúde Pública e o Agrupamento de Centros de Saúde do Alentejo Litoral, com cinco unidades e respetivas 27 extensões, servindo uma população de cerca de 100 mil habitantes fixos.