Diogo Miguel Carvalho Gonçalves, Luís Sarmento e Marcos Sobral são os três portugueses distinguidos com as melhores fotografias urbanas num concurso internacional de fotografia. A competição, promovida desde 2006 pela Consultora Imobiliária Internacional (CBRE), tinha como tema desta edição "Cidades a trabalhar".

Para além do primeiro lugar, a competição distinguia os melhores fotógrafos a nível regional, bem como as 24 fotografias que se destacavam em cada hora do dia. Este ano surgiram novas categorias, nomeadamente uma para fotos tiradas com dispositivos móveis e duas categorias para crianças e jovens adultos, entre os 13 e 15 anos e os 16 e 25 anos, respetivamente.

Em Portugal, foram três os fotógrafos premiados. Luís Sarmento venceu a categoria das 18:00h, com a imagem "O Som da Solidão", que retrata um homem desempregado, num túnel em Belém, a tocar acordeão enquanto uma mulher passa.

Marcos Sobral venceu a categoria das 23:00h, com a fotografia "Oriental Fast Food" que representa um homem a vender vários tipos de animais espetados numa pequena vara de madeira, em Beijing, na China.

Já Diogo Miguel Carvalho Gonçalves venceu a categoria de jovens entre os 13 e os 15 anos, com a fotografia "Esperando pelo trabalho", onde se veem vários motoristas à espera de turistas para os conhecidos carros de cesto.

Oscar Rialubin, das Filipinas, ganhou o primeiro lugar com a imagem "Xyclops". A fotografia vencedora mostra um relojoeiro no seu trabalho em Doha, no Qatar. O prémio é uma viagem com destino à escolha do vencedor.

"Urban Photographer Of The Year 2015” atraiu este ano mais de 21.000 mil participações, de fotógrafos amadores e profisionais, de 113 países de todo o mundo.