O incêndio que hoje causou cinco feridos em Miranda do Douro já está em fase de rescaldo, tendo atravessado a fronteira e consumindo agora território espanhol, disse à agência Lusa o comandante operacional de Bragança.

Segundo Noel Afonso, comandante distrital de Operações de Socorro de Bragança, 70 a 80 bombeiros portugueses estão a ajudar os operacionais espanhóis que agora enfrentam as chamas.

Não se prevê que uma mudança de vento possa, ao longo da noite, fazer regressar as chamas a Portugal, referiu o mesmo operacional, assegurando, porém, que os bombeiros portugueses vão manter a vigilância no local e proceder ao rescaldo.

O incêndio em Miranda do Douro, que foi dado como dominado às 19:51, causou ferimentos em cinco bombeiros. Três deles encontram-se em estado grave, dois dos quais, com prognóstico reservado, foram helitransportados para o Hospital de São João, no Porto.

O presidente da Câmara de Miranda do Douro estimou que o incêndio tenha causado «graves prejuízos», dado que consumiu uma área de cultivo de cereais e produção de mel.

Porém, realçou à Lusa Artur Nunes, uma avaliação concreta dos prejuízos só será feita nos próximos dias.