A evolução das notas nos exames nacionais do ensino secundário nos últimos quatro anos letivos foi maioritariamente negativa, com os resultados das quatro disciplinas com mais exames realizados a descer, em média, um valor.

Os dados hoje divulgados pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC) constam do relatório «Análise Preliminar dos Resultados das Provas Finais de Ciclo e Exames Finais Nacionais 2013», elaborado pelo Gabinete de Avaliação Educacional (GAVE).

O GAVE elaborou a sua análise tendo em conta uma escala de classificações que varia entre os 0 e os 20 valores, considerando uma nota positiva qualquer resultado igual ou superior a 9,5 valores, uma vez que qualquer nota a partir de 9,5 valores pode ser arredondada para 10.

O relatório tem por base os resultados dos alunos internos (os alunos matriculados que fizeram exame depois de concluírem o ano letivo), mas analisa também, separadamente, os resultados dos alunos autopropostos (não matriculados, mas que realizam os exames para concluir o ensino secundário).

Entre as quatro disciplinas com mais exames realizados - Português, Biologia e Geologia, Matemática A e Física e Química A - apenas Português e Matemática A registaram em 2013 uma média positiva, mas ainda assim algumas décimas abaixo dos 10 valores.

Biologia e Geologia e Física e Química A são, entre as quatro com mais provas realizadas, as que registam as médias mais baixas. Física e Química A quase não sofreu alterações em relação ao ano anterior, apresentando ¿os resultados cronicamente mais baixos¿ com uma média próxima dos 8 valores. Já Biologia e Geologia registou em 2012-2013, pela primeira vez nos últimos quatro anos, uma média negativa, de 8,4 valores.

Matemática A, em quatro anos, desceu os resultados médios em cerca de 2,5 valores, baixando de uma nota média superior a 12 valores em 2010, para uma média de 9,7 valores no último ano letivo.

«Em 2013, as classificações médias dos alunos autopropostos no grupo das 11 disciplinas com mais provas realizadas foram, em média, 26 pontos (2,6 valores) inferiores às registadas pelos alunos internos. Considerando as quatro disciplinas com mais provas realizadas, aquele valor desce para 22 pontos (2,2 valores)», refere o relatório preliminar do GAVE.

O GAVE assinala ainda que «em oito dessas disciplinas os resultados dos alunos autopropostos foram dois ou mais valores inferiores aos dos alunos internos».

«Estas diferenças assumem uma expressão muito significativa nas disciplinas de Matemática A (-43 pontos [ou 4,3 valores]) e de Português (-31 pontos [ou 3,1 valores]). Nestas duas disciplinas, a percentagem de alunos autopropostos foi de, respetivamente, 34% e 29%», acrescenta o relatório.

As médias globais (alunos internos e autopropostos) dos exames nacionais do ensino secundário a Matemática A, Biologia e Geologia e Física e Química A foram, na 1.ª fase, negativas, com notas médias entre 7,8, a Física e Química, e 8,2, a Matemática A.

Nestas três disciplinas, apenas Física e Química A registou uma ligeira melhoria na nota média, em comparação com o ano de 2012, subindo dos 7,5 para os 7,8 em 2013. Já Matemática A baixou a média de 8,7 para 8,2 e Biologia e Geologia desceu a classificação média em mais de um valor, de 9,3 para 8,1.

A média dos exames nacionais de Português no ensino secundário baixou este ano para 8,9 valores, contra os 9,5 registados em 2012, e a taxa de reprovação aumentou dos 8%, em 2012, para os 10%, em 2013.