logotipo tvi24

Preso ladrão «descontraído» do Vasco da Gama e Oriente

Entre novembro de 2011 e janeiro de 2012 conseguiu cerca de 13.330 euros

Por: tvi24 / CLC    |   2012-02-23 17:46

A PSP anunciou hoje a detenção, em Lisboa, de um homem de 49 anos suspeito da prática de nove crimes de furto qualificado, entre novembro de 2011 e janeiro deste ano.

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP adianta, em comunicado, que o suspeito foi detido na quarta-feira, às 13:00, no Miradouro de São Vicente de Fora, em Lisboa, em cumprimento de um mandado de detenção emitido pela autoridade judicial.

A PSP adianta que «o detido é já conhecido desta polícia pela prática deste tipo de crime, na zona da Gare do Oriente e do Centro Comercial Vasco da Gama, tendo sido por diversas vezes detido.

Na sequência de uma das detenções, o suspeito foi condenado a uma pena de seis meses de prisão, da qual recorreu, estando a aguardar a decisão em liberdade» e mantendo-se «bastante ativo nos seus atos ilícitos», refere a polícia.

Os crimes que originaram a investigação e culminaram com a detenção do suspeito ocorreram entre novembro de 2011 e janeiro de 2012, rendendo-lhe, segundo a PSP, cerca de 13.330 euros.

De acordo com o relato da polícia, «o detido aproveitava-se da distração dos lesados, quando estes pousavam as suas malas fora do ângulo de visão, e, com um enorme à vontade, tendo em conta a sua vasta experiência, furtava descontraidamente as malas, que continham normalmente, computadores, sem que as vítimas se apercebessem».

A PSP desconfia que o detido seja ainda responsável por outros delitos neste período temporal, pelo que vai prosseguir as investigações.

O suspeito está a ser hoje ouvido em primeiro interrogatório judicial, não sendo ainda conhecidas as medidas de coação que lhe serão aplicadas.

Partilhar
EM BAIXO: (Foto Cláudia Lima da Costa)
(Foto Cláudia Lima da Costa)

Euromilhões: terça-feira há jackpot de 57 milhões
Segundo prémio saiu em Portugal
Corpos dos três pescadores mortos no naufrágio transladados no sábado
Dois portugueses sobreviveram e outros dois estão desaparecidos
Homem que baleou quatro mulheres tem mais alvos
Autoridades acreditam que Manuel Baltasar ainda está na região. Ex-mulher e filha foram feridas com gravidades, enquanto ex-sogra e uma tia morreram
EM MANCHETE
Sobrevivente português descreve tragédia
«Atirámo-nos à água e depois vimos que faltavam três homens», conta pescador
Homem que baleou quatro mulheres tem mais alvos
Guarda ferido em assalto a embaixada portuguesa em Tripoli