Notícia atualizada às 19:25

Um incêndio numa habitação em Vieira do Minho fez um morto, avança a TVI. O comandante dos bombeiros de Vieira do Minho, António Macedo, confirmou a existência de uma vítima mortal e admitiu a possibilidade de mais uma vítima estar entre os escombros.

O alerta foi por volta do meio-dia, dado pela equipa de apoio ao domicílio da Santa Casa da Misericórdia que acompanha a família, devido às suas dificuldades económicas.

Quando os bombeiros chegaram ao local, a vítima mortal já estava no exterior da habitação. Ter-se-à arrastado sozinho, mas acabou por falecer e o óbito foi declarado pelas autoridades.

A casa acabou por ruir devido ao incêndio.

Os bombeiros não avançam qualquer causa para o incidente. A Polícia Judiciária também foi chamada.

Na habitação, uma moradia rural, com dois pisos distintos, viviam duas pessoas, pai e filho.

Inicialmente, os bombeiros presumiram que a vítima mortal se tratasse do filho, mas depois da identificação do corpo, perceberam que, afinal, se tratava do pai, com uma idade na casa dos 70 anos.

O segundo corpo continua desparecido. Segundo fonte dos bombeiros, o filho tinha problemas de locomoção e de aloolemia, razão pela qual a família era auxiliada pela equipa da Santa Casa.

As buscas foram interrompidas ao final desta terça-feira e serão retomadas amanhã.