Quatro pessoas foram detidas e outras quatro são procuradas pela polícia venezuelana por alegadamente terem participado no sequestro e assassinato de um comerciante madeirense de 51 anos em Los Teques, Estado de Miranda, a sul de Caracas.

«Por este caso foram detidas quatro pessoas e estamos seguindo a pista de outras quatro, que já estão plenamente identificadas e se espera sejam capturadas nas próximas horas», disse o chefe da delegação de Miranda do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas.

Segundo o comissário Wilfredo Carrasco as pessoas procuradas pela polícia «seriam os autores materiais do assassinato».

Por outro lado precisou que entre os detidos se encontram três mulheres, Ninoskla Charaima, Keisy Zapata Charaima e Melitza Charaima Tovar, uma mãe e duas filhas que estariam encarregadas de vigiar o comerciante Manuel dos Ramos Pereira.

O outro detido foi identificado como António Sánchez, e teria sido na sua casa o comerciante português esteve sequestrado durante várias horas.

Entretanto a polícia confiscou uma viatura marca Ford, modelo Fiesta, matrícula MEY87S, de cor prateada, propriedade dos suspeitos.

Natural do Porto Moniz, Madeira, Manuel dos Ramos Pereira, 51 anos, foi encontrado morto pela polícia, na última quinta-feira, 24 horas depois de ter sido sequestrado por um grupo de homens armados.

Segundo fontes policiais, o cadáver do comerciante foi localizado no quilómetro 16 da autoestrada regional do centro (que liga a cidade ao interior do país) junto ao corpo de uma vizinha de 24 anos, uma estudante universitária identificada como Celeste Amanda Yepez de Oca, que estaria na sua mercearia no momento do sequestro.

Os cadáveres apresentavam vários tiros e a polícia recolheu do local várias cápsulas das balas que terão sido usadas nestes assassinatos.