Os valores de concentração de ozono foram ultrapassados esta segunda-feira em vários concelhos do Norte, Centro e da região de Lisboa e Vale do Tejo. O alerta à população é feito sempre que se ultrapassa uma concentração de 180 microgramas por metro cúbico de ar.

Entre as 19:00 e as 20:00 horas, registou-se uma concentração média horária de 183 mg/m3 na estação de Fornelo do Monte (Concelho de Vouzela), segundo a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) Centro, afeta à Zona Centro Interior. Esta zona abrange os seguintes concelhos: Aguiar da Beira, Almeida, Alvaiázere, Arganil, Belmonte, Carregal do Sal, Castanheira de Pêra, Castelo Branco, Castro Daire, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Figueiró dos Vinhos, Fornos de Algodres, Fundão, Góis, Gouveia, Guarda, Idanha-a-Nova, Mação, Mangualde, Manteigas, Meda, Mortágua, Nelas, Oleiros, Oliveira de Frades, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Pedrogão Grande, Penalva do Castelo, Penamacor, Pinhel, Proença-a-Nova, Sabugal, Santa Comba Dão, São Pedro do Sul, Sátão, Seia, Sertã, Tábua, Tondela, Trancoso, Vila de Rei, Vila Nova de Paiva, Vila Velha de Ródão, Viseu, Vouzela.

Durante o dia também já foi mencionada pela CCDR do Centro uma ultrapassagem deste valor no concelho de Coimbra, onde se obteve o valor de 204 microgramas por metro cúbico entre as 13:00 e as 14:00.

Os limites legais foram também ultrapassados na região de Lisboa e Vale do Tejo nos concelhos de Vila Franca de Xira, entre as 14:00 e as 16:59, Loures (das 14:00 às 15:59), Lisboa (na estação de medição do Restelo, entre as 12:00 e as 12:59), Almada (das 14:00 às 16:59), Barreiro (entre as 12:00 e as 16:59), Lourinhã (das 15:00 às 15:59), Setúbal (das 16:00 às 16:59), Chamusca (das 17:00 às 18:59, chegando a atingir um pico de 221 microgramas por metro cúbico ao final da tarde)

No Norte do país também se registou uma ultrapassagem dos valores limites, tendo sido registados, no concelho de Braga, 188 microgramas por metro cúbico entre as 12:00 e as 13:00 e 189 entre as 13:00 e as 14:00. Ainda no Norte, foram assinaladas ultrapassagens dos valores de concentração de ozono nos concelhos de Valongo, de Santo Tirso e da Maia.

No concelho em Valongo, entre as 13:00 e as 14:00 atingiram-se 190 microgramas por metro cúbico; no concelho de Santo Tirso, entre as 14:00 e as 15:00, o valor alcançado foi de 208; e, no concelho da Maia, o valor foi de 196.

Também no concelho de Matosinhos foram atingidos os 189 microgramas entre as 13:00 e as 14:00 e os 194 entre as 14:00 e as 15:00.

As CCDR alertam que a concentração de ozono pode prejudicar a saúde, chamando a atenção para grupos de riscos da população, como crianças, idosos, pessoas asmáticas e pessoas com doenças respiratórias ou cardíacas.

Segundo a CCDR, o contacto com o ozono afeta «as mucosas oculares e respiratórias, podendo o seu efeito manifestar-se através de sintomas como tosse, dores de cabeça, dores no peito, falta de ar e irritações nos olhos», pelo que recomenda que os grupos mais sensíveis da população evitem permanecer no exterior.