A Polícia Judiciária (PJ) deteve esta sexta-feira um homem de 21 anos suspeito de sequestrar a companheira, grávida, da unidade hospitalar onde esta estava a ser observada depois de «mais um episódio de violência doméstica».

Em comunicado, a PJ descreve que o suspeito «irrompeu ontem [quinta-feira] pelas instalações da unidade hospitalar onde a sua companheira, que se encontra grávida, havia entrado para observação clínica», horas depois de «mais um episódio de violência» e, «com utilização de força física, obrigou-a a sair das instalações, introduzindo-a numa viatura na qual se ausentou do local».

Durante esta madrugada, a PJ localizou e deteve o suspeito «fortemente indiciado pela prática de um crime de sequestro agravado sobre a sua companheira, num contexto de reiterada violência doméstica», e libertou a vítima.

A PJ acrescenta que o detido é um vigilante de 21 anos e tem «antecedentes criminais pela prática do crime de ofensas à integridade física».

O homem «vai ser presente às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas», acrescenta aquela força policial.