O movimento Que se Lixe a Troika marcou uma manifestação nacional para 26 de outubro, numa altura em que estará a ser discutido o Orçamento do Estado para o próximo ano, disse à Lusa um responsável do movimento.

Hoje realizou-se em Lisboa um plenário do Que se Lixe a Troika, já com o objetivo prévio «de iniciar a construção de uma manifestação em outubro», reunião que, segundo Nuno Ramos de Almeida, teve a participação de cerca de 150 pessoas.

Foi decidido agendar a manifestação para o dia 26 do próximo mês, numa altura em que deve estar em discussão no parlamento o Orçamento do Estado 2014, que determinará «mais cortes importantes», lembrou Nuno Ramos de Almeida.

A manifestação, tal como as premissas que unem os membros deste movimento apartidário, pretende lutar pelo fim das políticas da troika e do Governo, permitindo que «sejam as pessoas a decidir as suas vidas».

Durante os próximos dias, deverá ganhar forma um documento enquadrador da manifestação, incluindo os procedimentos de trabalho até à manifestação de dia 26.