Atualizado às 13:20

Um acidente de viação na A2, perto de Ourique, obrigou ao corte do trânsito naquela via para que um ferido grave fosse transportado de helicóptero pelo INEM.

Segundo disse fonte da GNR à agência Lusa, o acidente ocorreu cerca das 10:30 e levou ao corte da via, no sentido Norte-Sul, o que provocou uma enorme fila de trânsito, que ainda se mantinha ao meio-dia, e cuja extensão não foi revelada.

Além do ferido grave não foram fornecidos mais elementos sobre o acidente.

O trânsito foi restabelecido às 12:10, após mais de uma hora cortado no sentido norte-sul. Contactada pela agência Lusa, uma fonte da GNR indicou que a via já não está condicionada, mas realçou que o trânsito ainda se faz com alguma lentidão devido à fila que se formou.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja adiantou à Lusa que o «corte momentâneo» da A2, no sentido norte-sul, para a aterragem do helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), ocorreu entre as 10:56 e as 12:10

A mesma fonte indicou que o alerta para o despiste com capotamento foi dado às 09:18 e que o acidente provocou um ferido grave e um ligeiro, que foram transportados para o Hospital de Santa Maria (Lisboa) e para o Hospital de Beja, respetivamente.

Prestaram socorro às vítimas 17 elementos dos bombeiros de Aljustrel e do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica), apoiados por seis veículos e um helicóptero.