A McDonald's encerrou um site denominado McResource com conselhos para o consumo aos seus próprios empregados que causou polémica por recomendar que estes não ingiram diariamente os seus próprios produtos, revelou o «Wall Street Journal».

A empresa justificou a ação, tomada a 24 de dezembro, por considerar que muitas das suas afirmações «eram utilizadas nos meios de comunicação de forma descontextualizada» e defendeu-se dizendo que a página encerrada «não desaconselhava» a comida rápida, mas aconselhava à «tomada de decisões» tendo todas as informações.

O grupo «low Pay is Noto OK» tinha denunciado as mensagens da empresa para que os funcionários reduzam as despesas e entre eles incluía conselhos sobre como praticar o pluriemprego, ter uma alimentação sã ou quanto pagar a amas ou outros empregados domésticos.

Em substituição da página encerrada, a McDonald's vai criar uma linha de atendimento telefónico.