O distrito de Lisboa registou 704 das 1.308 ocorrências relacionadas com o mau tempo no continente, entre as 15:00 de quarta-feira e as 20:00 de hoje, período em que vigorou um alerta da Proteção Civil.

De acordo com os dados publicados na página de Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o segundo distrito mais afetado foi Setúbal, com 181 ocorrências, seguido de Coimbra, com 114, e de Santarém com sessenta e nove.

No total, verificaram-se 1.308 ocorrências no continente, relacionadas com inundações, entupimento de esgotos, quedas de árvores e cortes momentâneos de estradas.

Em todo o território continental, estiveram envolvidos nestas operações 3.592 elementos, auxiliados por 1.241 viaturas.

A Câmara Municipal de Vila Verde, Braga, anunciou hoje que vai avançar com um pedido de declaração de calamidade pública face aos estragos provocados pela intempérie dos últimos dias no concelho.

As chuvas intensas da noite de segunda para terça-feira obrigaram ao realojamento de sete famílias no concelho, por força dos efeitos de derrocadas e inundações, informou hoje o município.

No distrito de Braga, verificaram-se 25 ocorrências e no de Aveiro trinta.

Em Portalegre, foram reportadas 36 situações, em Viseu 32, em Leiria 29 e em Évora vinte cinco.

Bragança, com 17, Porto (dez), Viana do Castelo (sete), Vila Real (sete), Beja (quatro), Guarda (três) e Faro (três) foram os distritos menos afetados.