A GNR anunciou a apreensão de cinco armas de fogo, uma catana e uma soqueira durante uma busca domiciliária à residência de um suspeito de violência doméstica, em Quarteira, no concelho de Loulé.

Fonte da GNR precisou hoje à agência Lusa que «o objetivo desta busca domiciliária foi retirar as armas ao suspeito», que tinha também na residência documentação de outras seis armas de fogo, embora «não estivesse na posse das mesmas».

«Estas armas não se encontravam na residência e agora está-se a tentar perceber onde se encontram», disse à Lusa fonte do Comando de Faro da GNR.

A busca foi realizada pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vitímas Especifícas (NIAVE) da GNR de Faro e visou a residência de um homem, de 42 anos, residente em Quarteira,«perante os indícios de que o mesmo possuía armas de fogo na sua residência», justificou a GNR num comunicado.

«No decorrer da busca domiciliária efetuada foi possível apreender o seguinte armamento: Uma arma de fogo semiautomática calibre 12 (shotgun); Uma espingarda caçadeira calibre 12; Uma espingarda de ar comprimido; Dois revólveres calibre 22; 60 cartuchos calibre 12; 24 cartuchos carregados com bala, calibre 12; Setenta e uma munições calibre .22; Vinte munições calibre .32; Uma catana e uma soqueira», revelou a GNR.

O homem foi constituído arguido no âmbito da investigação que levou a GNR a realizar a busca domiciliária, que ainda se encontra em fase de inquérito, acrescentou a GNR.