O escritor António Lobo Antunes esteve esta segunda-feira no Porto para inaugurar o «1º Rasgão Cultural Porto Gran Plaza». Para o escritor que aceitou participar nesta iniciativa é «sempre muito agradável vir ao Porto».

Os muitos que apareceram esperavam ouvir um discurso, mas na realidade a falta de condições sonoras, tendo em conta que o certame se realiza dentro de um centro comercial, não eram propícias para que fosse possível ouvir a voz do escritor. No entanto, o que tinha sido combinado, segundo um dos organizadores do evento, «era uma sessão de autógrafos». Ainda assim, o galardoado com o prémio Camões fez questão de principiar com algumas palavras os presentes.

Como já fez questão de o afirmar mais do que uma vez, António Lobo Antunes considera que «é sempre muito bom vir a esta cidade porque têm sido sempre de uma grande generosidade para comigo». O autor no ano passado, quando foi distinguido com o prémio do Clube Literário do Porto, tinha já dado a conhecer que sentia ter «uma dívida de gratidão» para com o público desta cidade, já que na fase da sua doença a maior parte da correspondência recebida vinha da Invicta.

Até dia 28 de Março são várias as personalidades que vão passar no Porto Gran Plaza, espaço onde decorre a iniciativa. Depois de António Lobo Antunes, seguem-se Helena Veloso, Jorge Ribeiro, Richard Zimmler, Alberto S. Santos e Mafalda Ribeiro.

O «1º Rasgão Cultural Porto Gran Plaza» é organizado em conjunto com a «Calendário de Ideias» e alberga ao mesmo tempo a «Feira do Livro 09» e a exposição de fotografia «Êxodos», de Sebastião Salgado. A organização descreve este evento como uma forma de «dinamizar o centro comercial e a baixa portuense».