Um jornalista apresentou um pedido de insolvência de O Crime, jornal fundado há cerca de 30 anos por Vera Lagoa, editado a 05 de fevereiro deste ano pela última vez.

O processo de insolvência deu entrada na segunda-feira, no Tribunal do Comércio de Lisboa, para que o jornalista receba créditos de valor superior «a quatro mil euros», segundo o advogado, José Manuel Castro.

«O jornalista celebrou um acordo de pagamento faseado com a empresa unipessoal que detinha o jornal, mas nunca esse compromisso foi cumprido. O pedido a requerer a insolvência já foi distribuído ao 1.º Juízo», referiu José Manuel Castro.

O jornal, que era editado à quinta-feira, funcionava no Conde Redondo, em Lisboa, em instalações que, de acordo com o advogado, estão vazias, sem os equipamentos informáticos.