A área de Consulta Externa do Hospital da Horta, nos Açores, está, esta terça-feira, encerrada ao público, devido aos estragos provocados pelo incêndio que deflagrou na noite de segunda-feira naquela unidade de saúde.

João Morais, presidente do Conselho de Administração do Hospital da Horta, disse à agência Lusa que, ainda assim, apenas as consultas de Estomatologia e o serviço de Pediatria foram cancelados, já que as restantes especialidades estão a funcionar noutras áreas.

«Toda a zona da Consulta Externa foi afetada por fumos e cinzas, embora o incêndio tenha sido localizado num dos gabinetes», explicou o administrador, adiantando que foi possível reposicionar «grande parte das consultas noutros gabinetes do Hospital, com exceção da Estomatologia e da Fisioterapia».

O incêndio, que terá tido origem num curto-circuito no aparelho de limpeza de gastroenterologia (especialidade que se dedica ao tratamento de doenças do aparelho digestivo), fez alastrar o fumo para várias zonas do Hospital.

Três dos quatro bombeiros que foram socorridos de madrugada no Serviço de Urgência, devido à inalação de fumos, estavam ao fim da manhã ainda internados, a receber oxigénio.

João Morais disse que «é cedo» para ter uma noção do volume de prejuízos causados pelo incêndio, uma vez que estão ainda a decorrer os trabalhos de levantamento e limpeza do material danificado.