A Polícia Judiciária (PJ) da Guarda anunciou a detenção de um homem, de 47 anos, pela alegada prática de um crime de corrupção «por violação dos deveres inerentes ao seu cargo».

Segundo o «Correio da Manhã», trata-se de um guarda prisional que é suspeito de aceitar dinheiro de familiares de reclusos para levar telemóveis para o interior da prisão.

O homem foi detido pelo Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, em articulação com o Ministério Público e com a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, no âmbito de uma investigação que «decorria há já vários meses», adianta a PJ em comunicado.

A fonte refere que o detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial «para aplicação das adequadas medidas de coação».