A PSP deteve 772 pessoas, a maioria por condução sob efeito do álcool, e multou mais de 3.500 condutores durante os 20 dias da operação «Festas Seguras 2013», indicou aquela força de segurança.

A operação «Festas Seguras 2013», que decorreu entre 13 de dezembro e 1 de janeiro, terminou com 772 detidos, dos quais 366 foram por excesso de álcool, 113 por condução sem carta, 90 por mandados de detenção, 47 por droga, 43 por furto e roubo, 25 por desobediência, 24 por posse de arma ilegal e 19 por agressões e injúrias a agentes da PSP.

Numa nota, a PSP adianta que foram fiscalizadas um total de 53.000 viaturas, tendo multado 3.558 condutores, nomeadamente 289 por estarem a usar o telemóvel durante a condução, 85 por conduzirem sem cinto de segurança e 42 automobilistas por não terem dado prioridade aos peões na passadeira.

A Polícia de Segurança Pública refere também que foram autuados 2.380 condutores em excesso de velocidade, dos quais 1.094 com uma contraordenação grave.

Durante a operação, a PSP apreendeu também 20 armas de fogo e 12 armas brancas, além de mais de 11.356 doses de droga.

A PSP registou igualmente, na sua área de patrulhamento, uma diminuição de 19,5 por cento da criminalidade geral e 5,1 por cento da criminalidade violenta e grave, em relação ao mesmo período do natal de 2012.

A polícia avança igualmente que os furtos em automóveis desceram 22 por cento e os assaltos dos carteiristas diminuíram 6,2 durante a época de Natal em relação ao mesmo período de 2012.

Quanto à sinistralidade rodoviária, a PSP registou quatro vítimas mortais (menos duas que em 2012) e 2.564 acidentes com feridos, sendo 17 de dezembro o dia em que se registou mais desastres, 240.

Na nota, a PSP refere que os principais objetivos da operação «Festas Seguras 2013» - visibilidade policial, diminuição da sinistralidade rodoviária e dos índices da criminalidade - foram alcançados.

Nos 20 dias da operação, a Polícia vigiou ainda 96 residências e não verificou qualquer assalto.