Um homem, de Lisboa, foi condenado a dois anos e quatro meses de prisão por um crime de violência doméstica e por violar proibições decretadas pelo Tribunal Criminal de Lisboa, informou hoje a Procuradoria Geral Distrital de Lisboa.

De acordo com um comunicado divulgado hoje pela Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), o arguido foi condenado a dois anos de prisão pela da prática de violência doméstica e a dez meses por um crime de violação de proibições, ficando sujeito, em cúmulo jurídico a uma pena única de dois anos e quatro meses de prisão efetiva, bem como à proibição de contactar com a vítima, pessoalmente ou por telefone.