A Câmara Municipal de Braga emitiu hoje um alerta para uma burla na qual um homem se faz passar por colaborador da autarquia a fim de induzir as pessoas abordadas ao pagamento de taxas municipais.

Segundo um comunicado enviado à Lusa pela autarquia, o indivíduo - que às vezes se dá pelo nome de Carlos Tavares e se assume como engenheiro da Câmara Municipal de Braga - «aborda os munícipes nas próprias residências e propõe-lhes o pagamento imediato de determinado montante "como forma de legalizar a instalação de marquises ou eventuais anexos"».

«A Câmara Municipal de Braga, ou serviços por si tutelados, não procedem a quaisquer tipos de cobrança ao domicílio», sublinha o comunicado.

De acordo com o texto, o burlão - que vai alternando a sua identidade nas várias abordagens - «já registou a sua passagem pelas avenidas 31 de janeiro e João XXI, bairro da Misericórdia e rua Conde de Aurora (Lomar), tendo feito ultimamente algumas abordagens a cidadãos de mais idade da freguesia de Maximinos».

A Câmara Municipal de Braga adianta ainda que «deu conhecimento» à Polícia de Segurança Pública das ocorrências e lembra que este é o segundo alerta que emite relativo ao mesmo tipo de burla.