O reforço de capital de hospitais-empresa em vários pontos do território, divulgado pelo Ministério da Saúde, contempla cinco unidades no Norte do país, num montante global de 57,377 milhões de euros, revelou esta sexta-feira a ARS-N.

Segundo um comunicado da Administração Regional de Saúde do Norte, são contemplados a Unidade Local de Saúde do Nordeste, o Centro Hospitalar do Médio Ave, o Centro Hospitalar do Alto Ave, o Hospital de Santa Maria Maior, de Barcelos, e o Centro Hospitalar Póvoa de Varzim/Vila do Conde.

A ARS-N não revela qual o montante concreto destinado a cada uma daquelas unidades de saúde.

«O aumento de capital e o recebimento das notas de crédito da indústria farmacêutica, resultante do acordo com a APIFARMA, contribuem para o esforço de equilíbrio das contas destes hospitais», lê-se no comunicado.

Ainda segundo a ARS-N, «esta operação assume maior significado num período de emergência nacional em que o país se encontra».