O homem que na quarta-feira à tarde ficou ferido com gravidade numa explosão num posto de transformação subterrâneo na Praça Filipa de Lencastre, no Porto, mantém-se internado na Unidade de Queimados do Hospital de S. João, disse fonte hospitalar à Lusa.

O homem, de 38 anos, funcionário da EDP, «permanece internado, mas está estável», acrescentou a mesma fonte.

A explosão registada ao final da tarde de quarta-feira por cima do Túnel de Ceuta provocou ainda ferimentos ligeiros num outro funcionário da EDP.

De acordo com fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), o ferido grave apresentava queimaduras em 20% das vias respiratórias, enquanto o ligeiro, de 36 anos, apresenta queimaduras de primeiro grau na face.

Os dois homens trabalhavam no posto de transformação subterrâneo quando a explosão ocorreu. Como estavam a mexer em cabos elétricos no momento da explosão, uma fonte policial disse acreditar que «isso poderá ter estado na origem da explosão».