O Ministério Público (MP) acusou um jovem de 19 anos de 11 crimes, incluindo seis de violação, alegadamente cometidos em Lisboa entre janeiro e fevereiro deste ano.

Segundo informação disponibilizada no sítio na Internet da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), o arguido está acusado de três crimes de violação na forma tentada, três crimes de violação na forma consumada, um crime de roubo tentado e quatro crimes de roubo consumados.

A PGDL adianta que o arguido, estrangeiro e desempregado, “entre 28 de janeiro e 20 de fevereiro de 2018, durante a madrugada, em Lisboa”, nas zonas do Martim Moniz e do Bairro Alto, “abordava jovens do sexo feminino, turistas de nacionalidade estrangeira, perseguindo-as e agredindo-as sexualmente”.

Após tais factos, “subtraía-lhes os seus pertences, designadamente telemóveis e quantias monetárias que tivessem na sua posse”, acrescenta a PGDL, esclarecendo que o MP requereu a recolha de ADN ao arguido.

O inquérito foi dirigido pelo MP na 2.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, com a coadjuvação da Polícia Judiciária.

O arguido vai ser julgado por um tribunal coletivo.