O Sindicato dos Funcionários Judiciais denunciou esta sexta-feira que os trabalhadores do Tribunal de Porto de Mós estão a laborar sob temperaturas de 36 graus Celsius, devido à falta de ar condicionado.

"Desde março que o ar condicionado no Tribunal de Porto de Mós se encontra avariado e até agora o problema não foi resolvido".

Segundo o dirigente, cerca de 20 pessoas estão a trabalhar debaixo de temperaturas que rondam os 36/37 graus Celsius. "Não é possível trabalhar aqui", afirmou.

Augusto Neves adiantou que a resposta que tem recebido dos órgãos de gestão da Comarca de Leiria é que estão à procura de vários orçamentos para submeter posteriormente à aprovação da administração central. "Mas passados estes meses todos, ainda nada foi resolvido".

A Agência Lusa enviou um email ao administrador judicial e à gestão da comarca de Leiria, mas até ao momento não obteve esclarecimentos sobre este assunto.