O Ministério da Justiça esclareceu que a falha detetada no sistema informático que serve o Tribunal da Relação de Lisboa já se encontra resolvida, segundo informações recebidas do Instituto que gere os Equipamentos da Justiça (IGFEJ).

A falha - adiantou a mesma fonte - foi resolvida cerca das 11:30, depois de ter sido detetada perto das 10:00.

Também o presidente do Tribunal da Relação de Lisboa confirmou à Lusa que o sistema informático já está a funcionar, depois de uma falha ocorrida hoje de manhã e que a distribuição dos processos, realizada às segundas-feiras, não será afetada.

«Os juízes dos tribunais superiores não dependem do Habilus. O sistema serve para distribuir processos e realizar outros actos administrativos. A distribuição prevista para hoje não será afetada», explicou Vaz das Neves.

Porém, fonte do TRL assegurou à Lusa que aquele sistema informático (Habilus) esteve sem funcionar desde sexta-feira.

Também fonte do Conselho Superior da Magistratura (CSM) disse «ter conhecimento que o Tribunal da Relação de Coimbra e o Tribunal da Relação de Lisboa tiveram problemas na distribuição de processos», mas que tinha a informação que o caso estava prestes a ser resolvido.

Dois dos recursos mais mediáticos que estão previstos serem distribuídos no início deste mês são processos relativos às medidas de coação aplicadas nos casos dos vistos gold e na operação Marquês, que levou à prisão preventiva do ex-primeiro-ministro José Sócrates.