As ligações fluviais Trafaria-Porto Brandão-Belém estão interrompidas devido a um aluimento de terras, ocorrido na semana passada e provocado pelo mau tempo, no acesso à Estação dos barcos em Belém, informou a Transtejo.

Em comunicado disponível na sua página, a Transtejo indica que o serviço será retomado após a intervenção técnica levada a cabo pela Câmara Municipal de Lisboa, obra que tem a duração prevista de 45 dias.

“Durante o período de interrupção de serviço, a título excecional, os títulos de transporte válidos nesta ligação fluvial também serão válidos na ligação fluvial Cacilhas-Cais do Sodré”, sublinha a empresa.

Fonte dos Sapadores Bombeiros de Lisboa explicou na quinta-feira passada que foram chamados para a ocorrência, cerca das 17:15, devido a um aluimento de terras ocorrido na esplanada da Estação Fluvial de Belém.

Chegados ao local, explicou a mesma fonte, os sapadores depararam-se com “um buraco de cerca de três metros de profundidade e quatro metros quadrados de área”, delimitaram a zona e foi chamada a Proteção Civil.

A Transtejo é a empresa responsável pelas ligações do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão à capital.