A circulação na linha Amarela do Metropolitano de Lisboa vai ser interrompida entre as estações de Campo Grande e Odivelas a partir das 23:00 de hoje, informaram os Transportes de Lisboa.

Segundo a mesma fonte, a interrupção deve-se a "absentismo de maquinistas" e a circulação regular "apenas [será] retomada às 06:30" de sexta-feira, 01 de janeiro de 2016.

No comunicado enviado à agência Lusa, os Transportes de Lisboa admitem ainda "a possibilidade de perturbações na circulação nas restantes linhas, pelo mesmo motivo", ao longo da noite de hoje, .

A empresa responsável pelos transportes de Lisboa afirma que "estão a ser desenvolvidos todos os esforços no sentido de minimizar o impacto [da situação] na mobilidade" dos utentes do Metro de Lisboa.

Fonte da empresa esclareceu à agência Lusa que o absentismo se verifica tanto pela não comparência inesperada de maquinistas, como pela dificuldade em gerir os pedidos de folga feitos para esta data, em vésperas de ano novo.

A Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), contactada pela agência Lusa, disse que esta situação se deve sobretudo a dois factores: a saída de profissionais, nos últimos anos, sem que tenham sido repostos nos quadros, e a falta de diálogo com os órgãos representativos dos trabalhadores.

"Esta situação tem sobretudo a ver com a dificuldade [de a empresa] ter efetivos suficientes", para responder às necessidades existentes, realidade para a qual os sindicatos já tinham alertado a empresa "há muito tempo", disse a porta-voz da Fectrans, Anabela Carvalheira.