Dois militares da GNR do Destacamento de Trânsito de Torres Vedras foram esta quinta-feira detidos por suspeita de corrupção, informou o comando-geral daquela força de segurança.

No comunicado, a GNR adiantou que no âmbito da investigação realizada foi possível «detetar outras suspeitas de corrupção».

A GNR vai abrir também um processo interno do foro disciplinar.

Em dezembro, ocorreu uma situação idêntica no Destacamento de Trânsito de Torres Vedras, com a detenção, pela Polícia Judiciária (PJ), de um militar que foi detido por suspeita do mesmo crime e que foi suspenso de funções.

Alegadamente, o militar recebia dinheiro de um empresário, também detido na altura, para que este não fosse sancionado por contraordenações.

Segundo a PJ, «o empresário pagava ao militar para que a infração ao Código da Estrada não fosse sancionada», sendo ambos suspeitos de corrupção.