O Tribunal de Leiria determinou esta quarta-feira a prisão preventiva de cinco suspeitos de tráfico de droga detidos no âmbito de uma investigação em que a GNR aprendeu mais de mil doses de heroína e milhares de euros.

«Cinco detidos ficaram em prisão preventiva e outros três, entre os quais uma jovem de 17 anos, sujeitos a apresentações diárias às autoridades», disse à Lusa o comandante da GNR das Caldas da Rainha, Hugo Carneiro.


Os oito suspeitos, com idades entre os 17 e os 51 anos, foram presentes ao tribunal de Leiria esta quarta-feira, na sequência das detenções e quatro buscas domiciliárias realizadas em Óbidos, Caldas da Rainha, Amadora e Queluz, pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial de Caldas da Rainha.

Das buscas efetuadas na segunda e na terça-feira resultou a apreensão de 1.086 doses de heroína, 109 doses de haxixe, 6.599 euros em numerário, dois automóveis, quatro computadores portáteis, dois televisores LCD, uma pistola «airsoft», 19 telemóveis e três câmaras de filmar, refere um comunicado enviado às redações.

Na operação, realizada no âmbito de um inquérito por tráfico e consumo de estupefacientes, foram empenhados 25 militares das diversas valências do Comando Territorial de Leiria e meios da PSP de Lisboa e de Caldas da Rainha.